Está em tramitação, no Senado, a PEC 13/19 que altera o art. 156 da Constituição Federal, para estabelecer critérios ambientais para a cobrança do Imposto sobre Propriedade Predial e Territorial Urbana.

Dentre tais critérios, o texto propõe a desoneração da parcela do imóvel com vegetação nativa, de forma que o IPTU deixará de incidir sobre tais áreas.

A PEC prevê ainda que a alíquota do IPTU poderá variar conforme a adoção de medidas como o reaproveitamento de águas pluviais, o reuso da água servida, o grau de permeabilização do solo e a utilização de energia renovável pelo imóvel.

A PEC foi recentemente aprovada na Comissão de Constituição e Justiça e agora segue para o Plenário do Senado.