A operação de aproximadamente R$30 milhões foi uma emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) lastreados por recebíveis decorrentes de vários contratos de compra e venda de imóveis relativos a um resort de praia, na cidade de Aquiraz, Estado do Ceará, e seu fechamento ocorreu no final de 2011. A operação foi garantida por uma fiança do município de Aquiraz. A operação foi estruturada para refinanciar uma emissão já existente de CRI com o mesmo originador. A operação foi estruturada como uma oferta privada de CRI, incluindo um pacote completo de garantia.

A operação de R$65 milhões também foi uma emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), lastreados pelos recebíveis de dois contratos de locação em que a Editora Globo S.A. figura como locatária. O fechamento da operação ocorreu no início de janeiro de 2012. A operação foi integralmente garantida pela Globo e os CRI foram objeto de oferta pública de acordo com a regulamentação da CVM aplicável a ofertas públicas com esforços restritos de distribuição (Instrução CVM 476).